MEDICINA CHINESA:
A ENERGIA VITAL "QI"



Qi é a origem e a essência de tudo que existe. Desde as coisas mais densas às coisas mais sutis, desde os seres inanimados aos seres vivos mais complexos, tudo se origina do Qi. Tudo, em essência, é Qi. Todas as coisas que existem são diferentes manifestações dessa energia.  Qi se manifesta de maneira muito especial nos seres vivos, particularmente nos seres humanos, nos quais se apresenta de forma organizada, de um modo muito complexo.
               
Para a Medicina Chinesa, temos um corpo de energia formado por uma rede de canais, uma rede de caminhos, por onde a energia circula. Existem, ainda, três centros energéticos, que captam e armazenam energia, chamados de Aquecedores: o Aquecedor Superior, ou centro cardiorrespiratório; o Aquecedor Médio, ou centro gastroentérico; e o Aquecedor Inferior, ou centro genitoexcretor. Esses aquecedores captam energia Qi de várias fontes – como veremos a seguir –, a armazenam e a distribuem para os canais, de acordo com as necessidades. Os canais levam energia para as várias partes do corpo e, ainda, comandam-lhe as funções.
               
O corpo energético permeia o corpo físico, e a energia está sempre fluindo. O nosso corpo físico não para, nem quando estamos dormindo. O cérebro funciona continuamente, os rins estão sempre filtrando o sangue, o coração não cessa de bater, os pulmões não param de respirar, a energia flui continuamente por nosso corpo, nas vinte e quatro horas do dia.

FONTES DE ENERGIA “QI” PARA O HOMEM

Segundo a Medicina Chinesa, a energia que flui no nosso corpo é proveniente de cinco fontes: a energia ancestral, a energia dos alimentos, a energia do ar, a energia do meio ambiente e a energia das relações afetivas.



Energia Ancestral

É a que recebemos de nossos pais, no momento em que somos concebidos. O óvulo e o espermatozoide contêm uma certa quantidade de energia ancestral. E, ao se fundirem, na concepção, originam um novo ser, com uma carga de energia ancestral própria. Para a Medicina Chinesa, recebemos essa energia no momento da concepção; quando essa energia se esgota, morremos.
               
A energia ancestral se vai consumindo ao longo da vida. Quando vivemos de um modo saudável, nós a consumimos lentamente, e podemos ter uma vida longa e com saúde; quando vivemos de modo desregrado, quando temos maus hábitos de vida, nós a gastamos mais rapidamente e nossa vida pode durar menos.

Podemos comparar a energia ancestral a uma vela que se acende no momento da concepção e se apaga no momento da morte. A vela pode ser maior ou menor, mais grossa ou mais fina, segundo a qualidade e a quantidade de energia ancestral que nossos pais nos transmitiram. E pode ficar ao vento ou protegida em uma redoma. Se exposta ao vento, acaba rapidamente; se protegida, se consome devagar. A energia ancestral funciona como uma reserva de energia para o organismo. Quando as outras fontes de energia não são suficientes para suprir as necessidades dos canais, o sistema tem que lançar mão da energia ancestral para satisfazê-las.

Energia Respiratória

É a energia do ar. Quando respiramos, o oxigênio do ar, absorvido pelos pulmões, nutre nossas células, e a energia do ar, captada pelo Aquecedor Superior, nutre nosso corpo energético. Atividades físicas e exercícios respiratórios aumentam a captação da energia do ar.

 

Energia Alimentar

É a contida nos alimentos. Quando comemos, os nutrientes são absorvidos ao longo do tubo digestivo e nutrem nossas células. Simultaneamente, a energia contida nos alimentos é captada pelo Aquecedor Médio e nutre nosso corpo energético.

 

Energia Cósmica

É a energia do meio ambiente. Ela se relaciona com o clima e com o lugar onde a pessoa vive. Assim, as pessoas que vivem em países frios, onde neva, recebem uma energia cósmica diferente daquela que as pessoas que vivem em países tropicais recebem. Quando estamos à beira-mar, captamos uma energia cósmica diferente daquela que absorvemos quando estamos na montanha. Essa energia é captada pelos pontos, especialmente aqueles localizados nas mãos e nos pés, sem passar por nenhum dos Centros Aquecedores: a energia cósmica entra diretamente no sistema de canais. Assim, podemos sentir, quase instantaneamente, uma certa mudança no bem-estar quando mudamos de ambiente, como, por exemplo, saímos de uma avenida muito movimentada de uma grande cidade para um lugar junto à natureza, no mar ou na montanha.

 

Energia Psicoafetiva

É a energia das relações. Desde a relação da mãe com o filho ainda dentro da barriga, até as relações familiares, escolares, profissionais, conjugais. A situação social e política de uma sociedade modifica a qualidade dessa fonte de energia. Um país em guerra bem como uma área violenta em uma cidade geram uma energia psicoafetiva muito diferente e de qualidade muito comprometida, em relação àquela de um país que vive em paz ou de uma área tranquila de uma cidade. Tal como a energia cósmica, essa energia é captada diretamente pelos pontos, em especial os das mãos e dos pés, sem passar por nenhum dos Centros Aquecedores. Por isso, a energia das relações interfere tão rapidamente em nosso bem-estar.